GIRO DE NOTICIAS

domingo, 23 de abril de 2017

Rei dos clássicos, Jô marca de novo, Corinthians empata e elimina São Paulo



Jô fez jus, mais uma vez, ao apelido de rei dos clássicos. O atacante balançou as redes do São Paulo no empate por 1 a 1 e ajudou o Corinthians a garantir a vaga na final do Campeonato Paulista, neste domingo, na Arena Corinthians. O gol tricolor foi do argentino Lucas Pratto. Como havia ganhado o primeiro jogo do mata-mata por 2 a 0, o Alvinegro poderia até perder por 1 a 0 que conseguiria a classificação. 
A primeira partida da decisão será no próximo fim de semana, contra a Ponte Preta. Na outra semifinal, a equipe de Campinas eliminou o Palmeiras após ganhar o primeiro duelo do mata-mata por 3 a 0 e perder o segundo por 1 a 0. 

Além da disputa pela vaga, a partida chamou a atenção por conta de Rodrigo Caio e Jô. O zagueiro tricolor havia avisado o árbitro no primeiro jogo do mata-mata que pisara no goleiro Renan Ribeiro e, desta maneira, evitou que o adversário recebesse o cartão amarelo e tivesse de cumprir suspensão no segundo confronto.

Rodrigo Caio e Jô
Os dois tiveram participações distintas no clássico deste domingo. O são-paulino teve uma atuação discreta, sem cometer falhas, mas também pouco participou do jogo. O corintiano, por sua vez, roubou a cena ao marcar o primeiro gol. Vale destacar que neste ano o atacante balançou as redes também em clássicos contra Palmeiras e Santos. 
Recepção "calorosa" a Maicon
Havia expectativa para saber como o Rodrigo Caio e Maicon seriam recebidos na Arena Corinthians. Depois de chamar a atenção por avisar o árbitro de que havia pisado no goleiro no goleiro Renan Ribeiro e, desta maneira, evitado que Jô recebesse o cartão amarelo, Rodrigo Caio não foi nem vaiado nem aplaudido pela torcida alvinegra. Já Maicon, que teria imitado uma galinha na comemoração de um gol contra o arquirrival e ironizado a postura de Rodrigo Caio, foi o principal alvo dos xingamentos do público.
Mosaico
A torcida do Corinthians fez a sua parte e tentou motivar a equipe. Antes de a bola rolar na Arena, o público fez um mosaico com a frase "tu és orgulho" e o símbolo do Corinthians.
Mudança tática
Rogério Ceni não permitiu a entrada da imprensa nos treinos da última semana, no CT da Barra Funda. Por isso, ficou o mistério de qual seria a escalação utilizada pelo treinador. Para tentar buscar a vitória na casa do adversário, o ex-goleiro mudou a sua formação tática e apostou na equipe com dois centroavantes: Gilberto e Lucas Pratto. Já no Corinthians, Fábio Carille não surpreendeu e montou o time com Fagner como capitão.
Pressão tricolor
Como precisava do resultado positivo, o São Paulo partiu para o ataque e pressionou o Corinthians, que explorou os contragolpes. Logo aos quatro minutos, Lucas Pratto recebeu pela direita e chutou cruzado, a bola passou perto do do gol de Cássio. Já os donos da casa tiveram boa chance com Pablo, aos 10 minutos. No lance, o zagueiro recebeu sozinho na área e desviou para fora.
Na trave
O Corinthians passou a equilibrar as ações na sequência do primeiro tempo. Aos 38 minutos, por pouco os donos da casa não abriram o placar. Cícero perdeu a bola no meio de campo, Gabriel tocou para Romero, que chutou na trave de Renan Ribeiro. 
Agora, sim. Jô marca o seu
No finalzinho do primeiro tempo, o Corinthians marcou o seu. Após cobrança de falta, Jô dominou na área e mandou para o gol. Os jogadores do São Paulo reclamaram que não havia sido falta e da  posição de impedimento do alvinegro. "Foi tudo muito rápido. Quando vi, a bola estava na minha frente. Chutei e fiz o gol", disse o atacante corintiano. "Só acho que a primeira falta, antes de acontecer o gol, foi no Maicon. Acho que foi o Jô que deu uma cavada no Maicon, mas ele não deu nada. Agora vem falar que foi falta", reclamou Thiago Mendes.
Cadê o fair play?
Após disputa de bola no segundo tempo entre Thiago Mendes e Arana pela direita, o clima esquentou. Os jogadores das duas equipes discutiram e Mendes e Arana receberam o cartão amarelo. Curiosamente, apenas Rodrigo Caio, Luiz Araújo e Renan Ribeiro, pelo lado do São Paulo, não bateram boca com o adversário. 

Mudanças

Rogério Ceni até tentou dar mais força ofensiva ao São Paulo no segundo tempo. Luiz Araújo, Chávez e Thomas substituíram Júnior Tavares, Gilberto e Cueva. O São Paulo até pressionou o adversário, mas teve dificuldade para finalizar. Já o Corinthians soube administrar a vantagem e buscar os contragolpes. 

Empate
O São Paulo ainda conseguiu empatar o jogo no finalzinho. Thiago Mendes passou para Lucas Pratto, que ganhou dos adversários e tocou na saída de Cássio. Foi o primeiro gol do argentino com a camisa do São Paulo com os pés. Antes, ele havia feito seis tentos pelo Tricolor - todos de cabeça.
 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS X SÃO PAULO
Data: 23 de abril de 2017 (domingo)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Competição: Campeonato Paulista (segunda partida da semifinal)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Alex Ang Ribeiro e Herman Brumel Vani
Cartões amarelos: Rodriguinho, Arana, Léo Jabá, Jadson (Corinthians); Wesley e Chávez (São Paulo)
Cartão vermelho: Thiago Mendes
Gols: Jô aos 46 do 1º tempo; Lucas Pratto aos 39 do 2º tempo
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Arana (Moisés); Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Romero (Léo Jabá); Jô (Kazim). Técnico: Fábio Carille.
SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Wesley, Maicon, Rodrigo Caio e Júnior Tavares (Luiz Araújo); Jucilei, Thiago Mendes e Cícero (Thomaz); Cueva, Pratto e Gilberto (Chávez). Técnico: Rogério Ceni.

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 BLOG DO RILDOSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.