GIRO DE NOTICIAS

domingo, 30 de abril de 2017

Corinthians faz 3 na Ponte em Campinas e fica mais perto de título paulista



A eficiência e maturidade do Corinthians falaram mais alto. Neste domingo, no Moisés Lucarelli, a equipe de Fábio Carille se impôs e abriu vantagem contra a Ponte Preta com vitória por 3 a 0 na decisão do título paulista. A finalíssima ocorre no domingo que vem (6 de maio) em Itaquera.
Com gols de Rodriguinho, duas vezes, e Jadson, o Corinthians ainda se valeu de sua força defensiva para sair de Campinas com enorme vantagem. Se construiu sua ida à final com vitórias em casa sobre Santos e Palmeiras, a Ponte agora precisa de um triunfo longe de seus domínios para ganhar o título inédito.
Em cinco partidas no mata-mata, o Corinthians sofreu apenas um gol, o que dá a dimensão do desafio ponte-pretano. Até mesmo com derrota por 2 a 0, os corintianos ficam com a taça – se o eventual revés for por três, o jogo vai aos pênaltis.
O melhor: Rodriguinho
O meia marcou o gol da classificação nas quartas, voltou a anotar na semifinal contra o Palmeiras e mais uma vez foi decisivo. Na bola servida por Jô, anotou de novo no mata-mata. Depois, deu assistência para Jadson balançar as redes, e ainda marcou seu segundo, o terceiro do Corinthians.
O pior: Reynaldo
Zagueiro de origem, mas já acostumado a atuar na lateral, foi peça quase nula. Não foi bem na marcação e, por estratégia de jogo, também não atacou. Acabou substiuído logo no começo da segunda etapa.
Gol do camisa 77 no minuto 77
A vantagem do Corinthians na decisão ficou ainda maior a partir de uma coincidência histórica. Aos 77 minutos de jogo, Rodriguinho arrancou com a bola dominada e serviu Jadson, com a camisa de mesmo número, para dobrar o placar 40 anos após a histórica decisão de 1977.
Ponte de Kleina não acha espaços e sofre contra melhor defesa de SP
Acostumada a decidir os jogos no contragolpe, a Ponte foi a campo com a mesma estratégia, mas se viu obrigada a mudar tentar o resultado em casa. No intervalo, Kleina mudou os planos com Renato Cajá na vaga de Jadson, o que mudou seu time para um 4-2-3-1 mais ofensivo. A defesa corintiana, liderada por Pablo com atuação impecável, eliminou as chances do time de Campinas.
Carille repete tática e se dá bem com a força de Jô pelo alto
Com mais iniciativa que o time da casa, o Corinthians apostou muito em bolas longas para Jô como primeiro passo para construir. Muito eficaz no alto, o centroavante ajudou muito a equipe de Carille, que novamente teve em Rodriguinho e Jadson dois jogadores inspirados tecnicamente para resolver e praticamente encaminhar o título
Corinthians ganha desfalques para a final
Com oito pendurados, o Corinthians não conseguiu deixar o Moisés Lucarelli sem amarelos. O volante Gabriel e o meia Rodriguinho, por infrações, foram advertidos por Raphael Claus e estão de fora do jogo em Itaquera.
Além deles, Fagner será julgado na próxima terça por entrevero com Cueva e corre risco de suspensão. A Ponte Preta, além de não sofrer cartões, terá a volta do zagueiro Marllon, que estava suspenso.
Ronaldo é presença ilustre no Moisés Lucarelli
Acompanhado do filho Ronald, o Fenômeno foi convidado pelo Corinthians e compareceu ao jogo em Campinas. Em 2009, ele foi campeão paulista, além da Copa do Brasil, com a camisa corintiana.
Animos exaltados
O artilheiro Pottker encontrou dificuldades com a defesa do Corinthians, e chegou a perder a paciência. No final do primeiro tempo, em bola divida com Gabriel, atingiu o volante corintiano com o braço, no rosto. A arbitragem não viu o lance, e o atacante da Macaca se irritou quando questionado no intervalo. Na arquibancada, um torcedor arrumou confusão e acabou preso.
Ingressos para a finalíssima já estão esgotados
Diante da possibilidade de título, os torcedores corintianos esgotaram ingressos para a final do Paulista na última semana. São esperados aproximadamente 45 mil presentes na finalíssima.
FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA X CORINTHIANS

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 30 de abril de 2017, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
Gols: Rodriguinho, 13'/1º T (0-1), Jadson, 14'/2ºT (0-2), Rodriguinho, 35'/2º& (0-3)
Público e renda: 17.322/ R$ 655.220,00

PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Yago  e Reynaldo (Artur); Fernando Bob, Elton e Jadson (Renato Cajá); Lucca, William Pottker e Clayson
Técnico: Gilson Kleina

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Paulo Roberto), Maycon (Camacho): Jadson (Clayton), Rodriguinho e Romero; Jô
Técnico: Fábio Carille


Uol

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 BLOG DO RILDOSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.